Tradutor de páginas wbrasilia.com


Fases da construção

Fase 1 – Compra do Terreno

Esta fase é fundamental, pois poderá ter impacto no projeto, distribuição dos cômodos, instalações hidráulicas, esgoto, água pluvial e até mesmo o aumento ou redução do tempo e dos custos de obra. Recomendaremos sempre o terreno plano em solo antigo, sem aterramento, isto demandará uma fundação menos pesada, logo menor custo inicial de sua obra.

Em caso de dúvidas quanto a compra de um terreno, recomendamos que tire algumas duvidas com um engenheiro ou arquiteto que estará possivelmente a frente de sua construção, ele poderá detalhar melhor os pontos chaves no momento da decisão.

Fase 2 – Elaboração Projeto Arquitetônico e Estrutural

Em qualquer construção são necessários os seguintes projetos : Primeiramente o Arquitetônico, onde você definira tudo e como quer. Em seguida entra o Estrutural para criar compatibilidade entre terreno e suas idéias. A terceira e quarta fase são respectivamente Instalações Hidráulicas e Elétricas, e por fim projetos específicos de piscinas e outras áreas de suporte. Acompanhe seu arquiteto ou engenheiro para que ele consiga o alvará de construção junto a administração de sua cidade.

Em geral contrata-se apenas o projeto arquitetônico, e poderia até ser dispensado o projeto estrutural, se o terreno for antigo, sem aterro e com pouco declive ou aclive, pois os Mestres de Obras dimensionam com facilidade as ferragens para que jamais venha a ter rachaduras nas paredes.

Se o terreno apresentar aterramento ou grandes oscilações, é fundamental o projeto Estrutural.

Fase 3 – Contratação de Construtor ou Construtora

Neste momento você já tem o terreno, está de posse de um projeto arquitetônico ou estrutural e inicia-se os orçamentos e estimativas de custo de Mão-de-obra para a construção.

Nesta fase é fundamental que deixe claro o tempo de construção que tem em mente, pois se precisar que seja rápido, demandará mais gente e isto encarece muito. Peça sempre que o orçamento seja conduzido por um time multifuncional e claro peça por escrito o tempo de obra estimado para o custo apresentado.

Ao escolher um profissional liberal, empreiteiro, mestre de obras ou uma construtora para realizar seu projeto, faça um pequeno contrato contendo preço, prazo e fluxo de pagamento. O fluxo de pagamento deverá estar atrelado a fases da obra, ou seja, concluída uma determinada fase que representa 5% da obra total, paga-se 5% do custo total acordado. Recomenda-se manter ainda de 5 a 10% do pagamento para “Aceite da Obra”. Ou seja, após concluída a obra, faz-se uma vistoria geral e após nada mais estar pendente que paga-se estes 5 a 10% do aceite final e entrega da obra.

O engenheiro ou arquiteto deverá obrigatoriamente recolher a ART e entregar o documento original para você com o comprovante original de pagamento, exigido pelo cartório posteriormente para regularizar seu terreno e casa.

Fase 4 – Canteiro de Obras

Vencida as fases anteriores, é fundamental preparar um pequeno canteiro de obras. Recomendamos que seja ligado imediatamente água, luz e esgoto, faça um banheiro com instalações provisórias, que serão removidas ao final, mas não deixe de fazer isto, pois muitas pessoas estarão trabalhando nesta obra, e para manter a boa higiene é fundamental um banheiro, com vaso, pia e chuveiro. Tenha certeza que terá funcionários mais motivados pelo bom ambiente de trabalho, e não te custará quase nada a mais. Sugerimos ainda aluguel de banheiro químico, assim poderá deixar as instalações hidráulicas para o final.

O importante é também não esquecer de fazer uma pequeno cômodo, para guardar materiais, recomendamos paredes de madeira vendidas em deposito, a custo baixo, cobrir com telhas compridas e colocar uma porta com um bom cadeado. Tenha sempre uma cópia desta chave.

Como diferencial, já é uma pratica em varias obras, inclusive de pequeno porte, que seja instalado uma a duas câmeras por IP, e seja instalado internet na obra, assim você terá 24 h sua obra monitorada pela internet, podendo acompanhar em tempo real tudo que acontece. Estas câmeras possuem ângulo de ajuste a distancia de 360 graus, logo, é muito bom saber como está tudo.

Fase 5 – Compra de Materiais ou Serviços

No portal www.wbrasilia.com você encontra lojas e profissionais para atender sua necessidade de compras de materiais e serviços, aluguel de maquinas, ferramentas e equipamentos. Sempre estamos desenvolvendo parcerias com as maiores e melhores empresas de Brasília/DF.

Fase 6 – Aluguel de Ferramentas, Maquinas, Andaimes e Caçambas

Idem a fase anterior a esta, o portal wbrasilia.com, disponibiliza  o melhor custo das melhores empresas para você e sua empresa.

Porem não deixe de pesquisar em todas as nossas categorias de empresas e profissionais autônomos que possuem estes equipamentos e que por muitas vezes, entre uma obra e outra, ficam ociosos, disponíveis e podem ser alugados a baixíssimo custo para você e pelo período que venha a acordar diretamente com o proprietário do bem.

Fase 7 – Terraplanagem

Quando chegarmos a este ponto, já temos terreno, projeto aprovado, construtor ou construtora contratado e Materiais e Serviços já definidos. Nesta hora recomendamos que seja realizado pesquisa em empresas que fazem terraplanagem na sua cidade ou região, apresente o projeto, e marque reunião para solicitar orçamentos. Recomendamos que seja no seu terreno, com a presença do arquiteto ou engenheiro.

Convide as empresas com intervalo de 30 minutos uma da outra para explicar e não deixe de ouvir, pois estas empresas são muito experientes e a informação de uma empresa, uma dica, pode já ser passada a outra, assim aumenta sua assertividade na contratação. Ao final das visitas de todos os fornecedores encaminhe um email “único” a todos resumindo tudo que foi acordado e o que e como espera receber este orçamento.

Não esqueça de pedir em orçamento que descreva a forma e tempo de execução.

É fundamental se houver vizinhos que eles descrevam como serão realizadas movimentações de terras sem que movimente a estrutura dos vizinhos e sua obra se transforme em caos para todos. A responsabilidade é da empresa, estes profissionais precisam descrever claramente a forma de realização e não deixe de perguntar : Quais os riscos imediatos, a médio prazo e a longo prazo, pois com as chuvas o solo sempre está em constante movimento.

Fase 8 – Estrutura, Vigas e Baldrame

Agora sua obra já começou, seu engenheiro de estruturas ou construtor já dimensionou ferragens, estacadas, numero de vigas, profundidade para iniciar a concretagem.

Recomendamos neste caso para obras maiores, que as estruturas seja enchidas com concreto pronto, usinado, pois a resistência é muito maior bem como o tempo de secagem menor, sendo pouco mais caro, mas como já dissemos a resistência é outra, logo não faça a comparação em fazer o concreto ou comprar pronto e usinado, pois são produtos diferentes.

Logo as vigas subterrâneas foram furadas, as armações de ferro foram inseridas e travadas entre si, e o concreto já completou todos os espaços abertos.

Neste momento é feito o Baldrame, que nada mais é que o desenho de seus cômodos no chão, em formato de viga, cheio de concreto, mais largo que a parede, amarrada e travada com a estrutura das vigas subterrâneas que foram realizadas e já estão secas. Ao preencher o baldrame com concreto, você terá a distribuição final dos cômodos de sua casa no chão, assim inicia-se a próxima fase, o levantamento de paredes.

Fase 9 – Levantamento de Paredes, Colunas e Batentes

Com o baldrame pronto e seco, aplica-se impermeabilizante no baldrame e inicia-se, após secagem, o levantamento das paredes, deixando sempre os espaços de portas e janelas que serão assentadas posteriormente.

Nos cantos das paredes, faz-se necessário a implantação de coluna para melhor fixação das mesmas, fazendo o bom travando com a futura laje. Estas colunas poderão ser realizadas de blocos furados com ferragens dentro, colunas de concreto dentro de formas de madeiras, que é o mais comum, ou ainda se comprar vigas de concreto sob medida, prontos de empresas especializadas, ganhando tempo de obra, porém com custo maior.

Assim suas paredes subirão até o limite do projeto. Atenção ao pé-direito ( altura da parede ) mínimo autorizado pela código de obras de sua cidade. Se não respeitar sua obra não terá o habite-se liberado, logo não poderá jamais vender o seu patrimônio.

Paredes concluídas, compra-se os batentes para sua fixação, ajudando a estruturar a residência.

Fase 10 – Laje(s)

A laje deverá ser comprada de empresa autorizada e que gere documento de garantia, esta(s) empresa(s) deverão visitar sua obra, analisar o projeto e dizer qual a carga a ser suportada (peso) e assim dimensionará os tipos de vigas, malhas e bloquetes.

Ao receber a laje, a responsabilidade de montagem é da sua construtora / mestre de obras. Para concretar esta laje, preste bem atenção, pois existem algumas modalidades e recomendamos o concreto usinado.

Na pratica uma empresa com caminhão entregará o concreto usinado para você, neste momento seu construtor já terá montado as vigas, bloquetes e malhas. Com a equipe de enchimento de laje, em geral um bom grupo de pessoas com muita experiência, eles fazem este trabalho muito rápido, pois são experientes e você paga apenas o serviço que é realizado rapidamente sem ter que contratar mais mão-de-obra para apoiar seu construtor.

Fase 11 – Estrutura Telhado, Telhas, Forro e Cobertura

Nesta fase a sua residência já está sendo coberta e a compra de madeira correta é fundamental para que você não tenha problemas no futuro. Exemplo : Uma madeira errada poderá ceder no futuro, seu telhado poderá criar barrigas ou até mesmo cair, logo atenção quanto ao tipo de madeira, não olhe apenas preço, pois o barato poderá ficar muito caro depois.

Recomendamos neste caso que converse bastante com madeireiras, engenheiro, construtor para que seja assertiva a escolha, pois existem muitos tipos de madeira. Não esqueça de definir primeiro o tipo da telha para depois definir o madeiramento, pois telhas de cimento são muito mais pesadas e demandam maiores reforços.

Recomendamos, para eliminar uma fase inteira de sua obra, que após o madeiramento estar pronto, já instale o forro das laterais sobre os caibros. É moderno, baixo custo, não precisa de andaimes tampouco no final colocar andaimento em torno de toda casa. Você faz rapidamente deste forma, depois é só cobrir, assim telhado e forro serão concluídos no mesmo momento.

Não se esqueça nesta fase de pedir o acompanhamento de uma empresa para instalação de calhas, apenas para que lhe seja dado dicas quanto ao telhado e melhor localização para instalação dos coletores de água, e se alguma alteração for necessária, você já terá se planejado.

Fase 12 – Confecção, Instalação de Escadas

Nesta fase é recomendável conversar com seu construtor, pois existem profissionais especializados em confecção de escadas em alvenaria, se sua opção for esta. Caso contrario você poderá pesquisar junto ao seu arquiteto para obter um melhor suporte.

Atenção quanto ao planejamento prévio a execução, número de degraus e a altura de cada degrau, para que não fique desconfortável a subida, calcule com calma.

Fase 13 – Instalações Hidraúlicas, Caixa D`água, Área Interna

Aqui o planejamento e acompanhamento de obra são fundamentais, pois muitas vezes os projetos fazem a marcação dos pontos de água, mas desenham caminhos com pouca  altura de registros, e pontos de torneiras diversos. Logo se você não tem o projeto hidráulico completo, ou seja tem apenas a marcação dos pontos de hidráulica, pegue lápis e papel e invista algum tempo com seu construtor para desenhar o caminho das tubulações, bem como altura exata dos pontos de água.

O mesmo vale para instalações de esgoto e água pluvial. Peça para seu construtor seguir a risca o que acordaram e mantenha estas anotações na pasta de sua obra, pois na hora que você menos esperar vai precisar furar uma parede por um motivo qualquer e a surpresa de um encanamento pode custar caro e te dar muita dor de cabeça, logo invista tempo, não mais de algumas poucas horas, mas defina o caminho de suas tubulações, desde a caixa d´agua até o ponto de água no quintal.

Fase 14 – Instalação de Conduites e Caixas Eletricas

Esta fase é muito parecida com a hidráulica. A maioria das pessoas não faz um projeto elétrico, apenas recebe do arquiteto os pontos de energia marcados, sendo pontos altos e pontos baixos, mas é neste momento que começa o problema novamente pois, para instalações elétricas a complexidade é maior, veja por que :

Em primeiro lugar, se não tiver um projeto detalhado com dimensões dos cabos e caminho das tubulações, invista uma tarde com seu engenheiro ou arquiteto e faça um mini-projeto, caso queira, obviamente poderá contratar um Engenheiro Elétrico e fazer o projeto detalhado, mas a grande maioria simplesmente não faz isto, pois em algumas localidades as administrações não exigem ART de elétrica para residências convencionais, apenas para condomínios.

Em segundo lugar, você deverá passar todos os conduites pelas paredes, interligá-los desde a caixa de entrada até os painéis secundários, estes ultimo até cada uma caixas ( pontos de energia ). Ao concluir esta fase que normalmente é realizada por pedreiro, pois trata-se de corte de paredes e assentamento de conduites elétricos e flexíveis embutidos, entra então o eletricista.

O trabalho do eletricista inicia-se com a passagem de cabos pelos conduites, logo é sempre bom já ter perguntado ao construtor se não corre-se o risco de tubulações obstruídas, pois se isso ocorrer faz-se necessário quebrar paredes, logo desperdício de tempo, dinheiro e retrabalho, fique atento.

Quanto ao cabeamento, em geral os eletricistas entendem bem sobre isto, mas se notar exageros de bitolas de cabos, consulte um especialista, para que tenha uma segunda opinião, caso contrario você poderá estar comprando cabos de 10mm2 ao invés de usar 4mm2, o custo é muito diferente e cada bitola tem a sua finalidade, um cabo mais grosso não trás proteção, ao contrario ele conduz mais corrente que deveria e pode causar danos ainda piores em caso curtos e descargas elétricas, sendo então este o papel do disjuntor, proteger e desligar tudo.

Fase 15 – Passagem de Fios, Cabos e Painéis Elétricos

A recomendação que fazemos nesta fase é que fique atento aos caminhos dos conduites e imagine futuras manutenções ou necessidade de troca de cabos. Para estes casos recomenda-se caixas de passagem para que curvas acentuadas possam ser superadas, senão ficará difícil passar cabos nestes lugares e seria ainda pior quebrar parede com pessoas já morando, aplicado para fios e cabos, sejam eles de qualquer bitola.

O tema painel elétrico é fundamental para que se entenda que uma vez que cabo está dimensionado da forma correta, na outra ponta o disjuntor também deverá estar, caso contrário a proteção deixa de existir. Por exemplo, se você instala um cabo de 2,5mm2, ele suportará uma corrente X, esta corrente não poderá ser superior, caso seja o disjuntor desarma e corta a corrente, evitando assim uma sobrecarga nos fios, podendo derretê-lo e até causar algum incêndio.

Fase 16 – Instalação do Sistema de Aquecimento Central

Fique atento a este assunto, esta fase muda a todo momento, há muitas coisas legais chegando no mercado, porem vamos as principais.

Se instalar aquecimento a gás, lembre-se que eternamente deverá manter uma pequena estrutura com botijões de gás para aquecer sua água.

Em caso de aquecimento solar, o custo inicial é maior, mas de outro lado ocorrerá uma única vez, pois não há este custo de consumo como o gás,

Em caso de aquecimento elétrico, se prepare, pois se o sistema não estiver devidamente regulado o consumo de energia poderá subir muito.

Nossa recomendação é fazer um estudo dos 3 modelos acima, e compará-los projetando 36 meses a frente, ou seja, custo de instalação + custo de manutenção, assim saberá na linha do tempo qual o real custo de cada um.

Fase 17 – Portas e Janelas

Você poderá escolher entre muitas opções, tais como madeira, ferro ou alumínio, em cada uma dessas não esqueça de fazer a conta do menor custo não apenas pelos materiais.

Vejamos um exemplo :

Se você comprar ferro, terá que lixar, pintar, colocar vidros e uma vez ao ano um pequeno reparo de tinta e lixa.

Se a escolha for madeira, deverá lixar, pintar ou envernizar e ao menos 2 vezes ao ano fazer isso novamente, senão perderá proteção e a madeira estará apodrecendo.

Se a escolha for alumínio estará pagando bem mais caro, por outro lado não terá nenhum tipo de manutenção.

Fase 18 – Gesso Interno | Revestimento

Nesta fase sua residência já esta alta, com laje, telhado, conduites e fios de elétrica passados, toda hidráulica instalada e testada, logo poderá iniciar a aplicação de gesso sobre bloco.

No www.wbrasilia.com você poderá encontrar os melhores profissionais deste segmento, últimos trabalhos e referencias. Não há segredos, apenas atenção ao custo que em geral é por metro quadrado.

Fase 19 – Contra-Piso & Reboco Interno

Faz necessário neste momento fazer o piso, para que posteriormente aplique cerâmica ou outro acabamento.

Este contra-piso deverá ser realizado pelo seu construtor, atividade simples e fundamental para acertar altura de portas e quintais, logo questione seu construtor quanto a altura do contra-piso, pois é a partir dele que você terá degraus para seu quintal e outros cômodos, e em caso de aplicação de portas grandes, estude primeiro como são estas portas.

Para eles não fiquem mais alto que o contra-piso, criando desconforto entre cômodos, nestas horas, calma e análise, para não ter que refazer.

É comum você ouvir de construtor, não se preocupe que dará certo e logo vem o retrabalho. Peça para ver, simule as alturas, os degraus e peça para ver o nível final da porta no chão contra a apresentação de seu contra-piso, devendo então para alinhamento ser mais fino ou bem mais grosso.

O reboco interno tem como função a definição das paredes que receberão revestimento, onde não há necessidade aplica-se gesso diretamente.

Fase 20 – Pisos e Revestimentos

Finalizado o contra-piso e reboco interno, seu construtor iniciará o piso. Muita atenção a pisos com lotes diferentes, ocorre que muitas vezes há peças com tamanhos ligeiramente diferentes, e isto aparece na instalação, logo “Dê a voz de comando” ao seu construtor, peça que deixe de lado peças com tamanhos muito diferentes, para que as troque onde comprou ou as utilize em partes para rodapés e outros, mas que jamais aplique junto a demais peças, uma vez feito o retrabalho é imenso, não deixe isto acontecer.

Fase 21 – Pia, Vaso, Metais e Acessórios

Falamos aqui de acabamento interno. Sua casa já está toda branquinha de gesso, com pisos e azulejos, está coberta, telhado finalizado, instalações hidráulicas já foram testadas muitas vezes e as instalações elétricas finalizadas, pois a passagem de cabos ocorreu na hora certa.

Neste caso, recomendamos que seu arquiteto esteja muito próximo, para que defina os padrões que deseja e assim inicie as compras. O ponto de alerta é que preço não quer dizer que é bom, na construção civil você encontra inúmeros fabricantes de qualidade, ainda não conhecidos com preços muito bons, logo pense no seu bolso e em qualidade.

Fase 22 – Levantamento Muros Laterais do Terreno

Aqui você inicia a mobilização do lado de fora, com sua casa completamente montada por dentro, você sobe os muros e fecha seu quintal.

Fase 23 – Água Pluvial e Esgoto

Apesar de você ter a sua casa pronta e murro no quintal, finalize as instalações externas de esgoto, água potável e águas de chuvas.

Recomendamos embutir no chão estes encanamentos, testá-los inúmeras vezes e cobrir com terra para que depois venha o contra-piso do quintal ou gramados, etc.

Fase 24 – Hidráulica Lavanderia, Torneiras do Quintal | Externo

Recomendamos que esteja atento a deixar estes pontos de água, esgoto e outros necessários para manutenção do quintal, seja um pequena torneira, ralos para escoar água do quintal, enfim, recomendamos se houve projeto para isso que, junto com seu construtor faça um pré-projeto, simule água da chuva, escoamentos, tanque, churrasqueiras, anote tudo e execute conforme anotação e claro guarde tudo. Seja criterioso, anote a altura dos canos frente ao chão.

Após instalar o contra-piso deverá e poderá medir novamente, para que se tenha tudo guardado, pois algum dia, é fato que irá precisar.

Fase 25 – Conduites, Caixas, Interfone e Cabeamento | Externo

Não deixe de projetar seu quintal como se fosse sua casa por dentro, pois a passagem dos conduites, deixar alguns de reserva para TV a cabo, novos circuitos de ar-condicionado e outros ainda não imaginados, farão parte desta contingência que você, com custo muito baixo esta prevendo agora.

O mesmo aplica-se para instalação de interfones e campainhas. Se não estiver no projeto, invista algum tempo, desenhe o caminho das tubulações, dimensione as tubulações, passe os cabos e deixe para ligar apenas quando estiver pronto para pintura.

Fase 26 – Instalação Churrasqueiras, Forno, Pias e Outros

Recomendamos que também seja realizado um pré-projeto, desenhe, faça marcações, pois seu construtor pode não captar toda sua imaginação, logo se o seu arquiteto não o fez, faça, traga revistas, leve-o a algum lugar igual, mas não deixe que ele siga sem uma diretriz sua, pois trata-se da realização de um sonho que é seu. Seu construtor pode ser muito bom, mas ele é um prestador de serviço, ele tem como objetivo concluir o trabalho e partir para outro, logo ajude-o dê um pré-projeto para ele seguir com medidas e todas as definições possíveis.

Fase 27 – Tubulações de Segurança, TV, Interfone

Aqui cabe uma recomendação de segurança, pois toda residência hoje possui internet, assim a um custo baixo você poderá comprar câmeras com até 360 graus de monitoramento via web que poderão ser instaladas em diversos pontos de sua residência, deixando-o mais tranqüilo em viagens, durante a noite, etc. Mas para isto recomendamos deixar uma tubulação seca, sem cabos e alguns pontos de instalação de câmeras com caixas 4x2. Esta tubulação deverá acompanhar o caminho de seu escritório em casa ou onde ficará seu computador, apesar que uma vez implantado Wi-Fi, você estará conectado sem fio e monitorando sua casa de qualquer lugar do mundo.

Fase 28 – Reboco da Residência e Muros

Atenção neste ponto, pois o reboco aumenta o peso sobre os muros, e no caso de aparecerem rachaduras é hora de sentar com seu engenheiro ou construtor pois significa que o solo está cedendo com o aumento de peso, monitore, faça marcações e veja se as rachaduras estão ficando mais largas ou mais compridas.

Quanto ao contra-piso a mesma coisa, atenção as caídas de água, se o mesmo estiver em desnível o ralo estará para um lado e a água indo para outro, isto é fundamental para o bom escoamento de água.

Quanto a qualidade, está diretamente ligada a 2 fatores. Um deles é a qualidade da areia, quanto mais fina melhor será o acabamento, e o segundo fator que é humano, é a qualidade do acabamento, pois um reboco grosseiro inviabiliza a pintura que dará ainda mais destaque para imperfeições e para cobri-la terá que aplicar texturas, aumentando custo de sua obra para esconder algo mal feito e que não foi feito de graça, logo, planejamento junto ao seu construtor para que a areia esteja correta e fique o mais liso possível. Peça para fazer uma pequena área e dê sua avaliação, não erre nesta fase, pois poderá comprometer a imagem de toda sua residência.

Fase 29 – Contra-Piso | Externo

O ponto de atenção aqui são para as caídas de água como já dissemos, mas também para longos trechos sem juntas de dilatação. Com o tempo a terra abaixo do contra-piso que sempre recebe água, evapora com calor, este calor precisa subir pois o ar quente é mais leve que o ar frio e inicia-se uma pressão, aparecendo assim as primeiras rachaduras. O próprio cimento com calor dilata, e caso não tenha para onde dilatar ele se choca, racha e sobe, logo juntas de dilatação são fundamentais.

Fase 30 – Revestimento PISO – Quintal

Escolha bem o piso, caso queira peça ajuda ao seu arquiteto. Quanto a instalação fique atento a pisos maiores que outros e peça sempre ao seu construtor que não os instale, pois deixará desigual as linhas de encontro dos pisos, fica muito feio.

Fase 31 – Pintura ou Textura | Interno ou Externo

Há muitos pedreiros e profissionais de outras especialidades que aventuram-se como pintores. Esta fase é complexa e demanda experiência, logo não seja cobaia de ninguém, peça para ver obras anteriores, foco nos detalhes e deixe por escrito tudo o que quer, inclusive as coisas menores e quase imperceptíveis, mas acorde tudo por escrito para que não tenha surpresa.

Recomendamos que seja formalizado ainda um período de experiência, pode se pequeno de 2 ou 3 dias, apenas para sentir a qualidade do trabalho.

Outra recomendação é que contemple em seu contrato cláusula de multa em caso de falta no período de trabalho. É comum pintores pegarem vários pequenos bicos, e faltarem de vez em quando para realizar estes bicos enquanto sua obra fica parada. Recomendamos multa de 10% sobre o valor total para cada dia de falta não justificada, e com 3 faltas o contrato dá-se como encerrado automaticamente sem que seja necessário qualquer liquidação financeiras de serviços já prestados.

Fase 32 – Portões, Grades e Automatização

Nesta fase da obra, você já está se vendo dentro de sua casa, mas relaxe. A escolha do portão é fundamental para harmonizar todo restante, assim defina o desenho e  escolha com calma uma boa serralheria.

Quanto a instalação o importante é manter o nível correto, não há muito o que se preocupar.

Fase 33 – Regularização e Habite-se

Ao instalar pias, instalações hidráulicas e elétricas funcionando, mesmo sem acabamento, você já poderá solicitar o habite-se. Acione seu arquiteto ou engenheiro. É recomendado, mas não há necessidade de acompanhar a vistoria, pois se o seu projeto foi aprovado pela administração da sua cidade no inicio de tudo, você já tinha durante todo este tempo alvará de construção, logo é apenas uma atestado que o projeto em sua totalidade foi seguido e finalizado.

Existem algumas empresas especializadas em limpeza pós-obra. Recomendamos sua contratação, pois trata-se de uma limpeza pesada e você ficará impressionado com o resultado.

Veja também : Construção - Clique aqui


Indique esta página a um(a) amigo(a) :

Seu nome:   Seu e-mail:  
Enviar para o e-mail:     


Gostou desta página ? Compartilhe em suas redes sociais.



e-mail : imoveis@wbrasilia.com - site : www.wbrasilia.com/imoveis
[ Fale conosco ]
Copyright © 2011/2019 - wbrasilia.com - Freedom