Tradutor de páginas wbrasilia.com


Construção

Planejando 
O planejamento é uma das partes mais importantes da construção ou da reforma, porque nele, é que se define disposição de cômodos, tamanho, claridade, funcionalidade, etc. É uma parte que precisa ser olhada com muita atenção, porque é muito mais fácil mudar o projeto do que mudar as paredes de lugar depois de prontas.
É muito importante que haja um profissional competente e credenciado para fazer o projeto e acompanhamento da obra, porque assim evita-se aborrecimentos futuros com o CREA e com a administração local, além de ser muito mais seguro.
Na confecção do projeto, procure participar, não deixe de colocar suas opiniões, afinal, a casa (ou apto) será seu e um projeto mal feito, depois de pronto e aprovado pela Secretaria de Obras, não pode ser mudado, e pode gerar muita dor de cabeça e insatisfação.
Antes de entrar com o pedido de aprovação na Secretaria de Obras, é muito importante que se tenha uma idéia do tamanho dos cômodos, porque numa planta, esse tamanho é muito ilusório. Uma sugestão é que se procure um local aberto e grande (de preferência o local ou lote a ser usado) para que utilizando um instrumento de medida (trena, metro, etc.) marque-se no chão com um giz ou pedaços de tijolo o tamanho dos cômodos para que se pelo menos tenha-se uma idéia do espaço.
Outro problema freqüente que ocorre após a conclusão da obra é a insatisfação do(a) proprietário(a) com a posição de alguma pilastra. Por isso é importante a visualização do espaço com a disposição das pilastras, porque em muitos casos, quando a insatisfação é observada antes da execução da obra, a pilastra pode ser mudada de lugar. Caso não possa ser mudada, existem hoje inúmeras formas de se decorar uma pilastra e que pode até ficar mais bonito que um local sem pilastras.

Agilizando

Para agilizar sua obra, existem alguns elementos que contribuem. Muitas pessoas dizem que podem ser métodos relativamente caros mas com certeza eles agilizarão a obra e também contribuirão e muito na qualidade da construção ou reforma.
Um dos principais métodos para que a obra seja concluída com grande agilidade, sem dúvida nenhuma é o planejamento. Depois do projeto já pronto (inclusive na reforma), você já pode ter uma lista completa de materiais que serão utilizados. Os materiais de maior valor (tábua corrida, cerâmica, tijolos, telhas, portas, janelas, madeiras para telhado, portais, rodapés, etc.) devem ser comprados anteriormente para que no decorrer da obra o gasto seja quase que exclusivo com cimento, areia, brita e mão de obra. Tendo todo o material em mãos fica mais ágil e com certeza sem desculpas por parte da mão por ficar ocioso durante o trabalho.
*Quando comprar cimento, areia e brita, tendo lugar disponível, é de grande valia que se compre em grande quantidade. Para areia e brita não precisa de muito cuidado em estocar, mas o cimento é desejável que haja um local seco e coberto para que não endureça.
*Ferramentas de boa qualidade são essenciais. Quando uma ferramenta é ruim, ela se quebra fácil fazendo com que quem a está usando pare de fazer o serviço para consertá-la. Para que também não haja problemas maiores mesmo se a ferramenta for boa, deve-se ter sempre ferramentas reservas, assim a obra mantém um ritmo e esse ritmo que não pode ser quebrado.
Quando a obra for de grande ou médio porte é aconselhável a compra de cordas e roldanas para o transporte de materiais. O aluguel de uma betoneira é de grande importância pois faz uma grande quantidade de massa num tempo mais curto assim você não perde tempo com o funcionário com enxada na mão. Um ajudante gasta quase meia hora para formar a mesma massa que na betoneira levaria 5 min. e com qualidade superior.
O contrato de prestação de serviço é sem dúvidas a medida de agilizar sua obra. Nele você estipula o tempo em que o serviço deve se feito e fiscaliza a qualidade na qual o serviço esta sendo executado. No contrato também existe a possibilidade de se estipular uma multa por atraso. Assim o funcionário realiza um serviço de boa qualidade e com um tempo reduzido.

Armazenando

De acordo com o planejamento da obra, os materiais adquiridos com antecedência devem ser estocados, mas certos tipos de materiais merecem algum tipo de cuidado especial. Esses cuidados são importantes no que se refere ao máximo aproveitamento da capacidade do material de embelezar o ambiente.

Tábuas Corridas

Essas madeiras tem que ser compradas com um mínimo de três a quatro meses de antecedência pois elas precisam secar e enquanto ocorrem a secagem você precisamente pode reparar que a madeira se contrai no tamanho e no comprimento. Na compra de tábua na hora do assentamento o construtor corre o risco de que a tábua venha a se contrair após o assentamento aparecendo gretas entre uma tábua e outra. O armazenamento deve ser feito em lugar seco e coberto, e devem ficar lá de três a quatro meses para que possam secar e contrair-se.

Tijolos

Os tijolos não precisam de grandes cuidados. Podem perfeitamente ficar no tempo. Para melhor aproveitamento do material aconselhamos que todo o lote de tijolos ou blocos sejam cobertos para que conservem-se secos pois o assentamento fica mais fácil e o transporte corre menos riscos de quebras.

Cerâmicas e Pedras

A compra de cerâmicas devem ser feitas com antecedência. Após a compra verifique na caixa ou com o próprio vendedor a respeito da estocagem do material, caso não tenha restrições procure um lugar onde você possa estocá-las sem que necessite de pilhas muito altas pois o material pode vir quebrar caso haja um desequilíbrio da pilha. Antes do assentamento da cerâmica verifique com o vendedor ou com a fornecedora o tempo necessário que precise ficar submersa em água, medida necessária para que a cerâmica tenha a dilatação e umidade certa.     

Madeira para telhado

A madeira para telhado deve ser estocado em lugares secos e de forma que possam ficar empilhadas em números baixos e sempre na horizontal para não empenarem. Aconselhamos como medida de precaução colocar todo material de madeira a ser usado no telhado para secar ao sol. Após bem secas a madeira já pode ser usada pois a dilatação necessária que iria obter com o tempo já fora concluída assim você não corre o risco da dilatação quebrar telhas e até mesmo entortar o telhado.

Portas e Janelas

Na compra de portas e janelas de madeira procure sempre material de boa referência. Estoque sempre em locais seguros contra ladrões e da chuva. A sugestão para estocar materiais de madeira é sempre procurar onde possam ficar na horizontal ou na vertical e sem peso em cima para conservar todo material do empeno. É de grande valia que você compre onde o próprio vendedor estoque o material até o dia de uso. 

Portas e Janelas de Aço

Geralmente são protegidas com materiais anti-corrossivo, mas para não arriscar seria prudente guardá-las em local coberto. Muito cuidado ao manusear porque um tombo pode empená-las. Não se esqueça da pintura porque é fundamental.

Telhas

As telhas não precisam de muitos cuidados de armazenamento. Podem perfeitamente ficar no tempo, afinal, a vida útil inteira delas será no tempo. Mas muito cuidado ao manuseá-las porque são muito frágeis.Ao estocá-las verifique se as pilhas verticais estão bem seguras.

Tubos de PVC

É aconselhável que tubos de PVC não fiquem no tempo pois o sol, o sereno e a umidade podem resseca-los, fazendo-o rachar e inutilizando-o. Por isso deve-se conservá-los em local coberto, protegido do sol. Aconselhamos que sejam estocados em pilhas horizontais de forma que os tubos possam ficar deitados e retos.

Fios e Cabos

Os fios e cabos devem ser conservados de preferência em uma caixa que esteja em local seco e coberto. Deixar os fios em local aberto ou no tempo, pode rachar a proteção que é geralmente de plástico ou borracha, e um fio sem proteção, nunca é uma boa idéia. O condutor elétrico perde parte do isolamento quando sua camada de plástico ou borracha externa resseca.

Cimento

Os sacos de cimento devem ser mantidos longe da umidade, devem ficar em local seco e coberto. O contato da umidade com o cimento por um certo tempo faz com que o cimento endureça, inutilizando-o permanentemente.

Areia e Brita

A única restrição, é que não se deve deixar areia ou brita no tempo por um longo período de tempo (alguns meses). O vento, além de poder espalhar a areia, traz consigo uma poeira que contém vários agentes e vários tipos de sementes. Com isso podem brotar vários tipos de ervas, tanto na areia quanto na brita. E lembrem-se que areia e brita são proibidos quando estocados no passeio ou na rua.

Mão de Obra

 Um dos aspectos mais polêmicos para quem esta construindo ou reformando é quanto à mão de obra. Existem várias controvérsias entre contratantes e contratados, tais como valores, qualidade de serviços, tempo de execução e até problemas na justiça do trabalho.
Caso você esteja construindo, seu profissional responsável é um engenheiro(a) ou arquiteto(a). Procure dados sobre ele ou ela, tais como registro no CREA regional, se já teve algum problema com sua profissão e quais são eles se existirem. Procure saber de projetos realizados pelo respectivo profissional, e se possível vá ao local para conhecer. Pergunte às pessoas que lá vivem ou que construíram o local como é a atuação do profissional durante a obra, se visita regularmente o canteiro e se durante o desenvolvimento do projeto ele ou ela soube apontar as melhores soluções sem deixar dúvidas.
Já no caso de uma reforma, na qual o responsável seria o mestre de obras, o melhor modo de se contratar um profissional competente é uma indicação. Se ele fez um serviço para uma pessoa próxima a você e foi indicado, deve ser porque o serviço dele é bom. Mesmo assim, vá ao locar que a pessoa indicou, para avaliar o serviço, saber se foi bem feito, e se não houve nenhum problema após algum tempo.
Nas construções, o valor da mão de obra contratada, é negociado geralmente entre o engenheiro e os pedreiros e serventes. Mas para a pessoa que está apenas reformando, a melhor maneira de conseguir um bom preço aliado a um serviço rápido e de boa qualidade é propor um contrato por empreitada. O contrato consiste em um preço fixo para um determinado período de tempo.
A segurança de quem esta trabalhando em sua obra é de vital importância para você. Procure sempre comprar para que eles usem luvas de construção, exija deles que estejam sempre de botas, e não de chinelos e se eles forem expostos a uma área com perigo de desabamento ou de passagem de material, seria prudente que eles usassem capacetes também. E sempre que eles assinarem um recibo de pagamento, é interessante que conste também o material por eles recebido. Mas se você não quer ter mais essa despesa, negocie e coloque por conta dele o equipamento de segurança, mas sempre constando no contrato que é responsabilidade do contratado, e não do contratante.
Para você não se assustar na hora de ouvir um orçamento, existem revistas especializadas que todos os meses trazem os preços de mão de obra atuais. Pode ser que você ache o preço caro ou barato, mas serve como uma base segura de negociação.
É muito importante que você fique atento(a) a estes detalhes. A classe de mão de obra da construção civil, é a que tem o maior índice de ações na justiça do trabalho. Mas se você se prevenir fazendo um contrato bem feito (com equipamentos de segurança inclusos), ou fornecer os equipamentos de segurança e tiver uma base sólida para provar da onde foi tirado os valores do contrato, certamente você não terá problema algum.
Geralmente, os pedreiros são divididos em duas classes (salvo as exceções): os de alvenaria e os de acabamento. Os de alvenaria, são muito bons no quesito assentar tijolos, em fazer arremates, fazer armação de telhados, assentar telhas, assentar e bater lages, em rebocar paredes, etc. Mas no que se refere a acabamento, eles são muito grosseiros, não tem intimidade com os materiais, cortam errado, quebram ao transportar, o assentamento fica torto; resumindo, um serviço mal feito.
Já os profissionais de acabamento são exatamente o contrário, enquanto são muito bons em assentamentos de tudo no que se refere a acabamento, têm delicadeza ao manusear cerâmicas, pedras, tábuas, etc.; no que se refere a assentar tijolos, são ruins, as paredes podem ficar tortas, não sabe muito bem as medidas cimento, areia e água.
É também importante ter uma parte elétrica boa em sua casa, é muito desagradável quando você liga o chuveiro e a lâmpada da sala fica fraca, principalmente quando se tem visitas. Uma instalação mal feita pode reduzir a vida útil de lâmpadas que podem queimar até em algumas semanas. Nas tomadas, a tensão pode tanto queimar alguns aparelhos, como pode ser insuficiente para que eles funcionem. O ideal seria um projeto elétrico feito por um engenheiro eletricista, mas como pode ser muito caro, um técnico em eletricidade pode fazer um serviço de boa qualidade. Mas aí vem aquela velha história, procure indicações, veja serviços já executados e peça informações.
Na parte hidráulica, no que se refere à instalação de tubos de PVC, tem que se prestar muita atenção. Os tubos tem que ser de boa qualidade, mas de boa qualidade mesmo tem que ser o bombeiro hidráulico. Não existe nada mais desagradável do que em uma casa nova ou semi-nova, as paredes mofadas ou com infiltrações, com a tinta formando balões de ar ou água. Você pode evitar isto.

Economizando

No decorrer da obra, vários detalhes contribuem para que em média 30% dos materiais perfeitamente utilizáveis vão para o lixo. Em algumas obras, até 70% dos materiais vão para o lixo, mas já em outras, uma parcela muito pouco significativa que é jogada fora. Preste bastante atenção nestes detalhes, eles podem parecer bobos, mas no final com certeza aliviam o bolso.
É muito normal que durante a montagem de uma forma de madeira, ou no assentamento de uma porta ou de uma janela que o funcionário responsável use pregos. Mas cada prego que é entortado, ou que espirra caindo um pouco longe, não é mais utilizado. O funcionário simplesmente pega um prego novo na embalagem. Se no final do dia, um funcionário for designado para catar e desentortar os pregos não utilizados, com certeza vai haver uma diminuição significativa na compra de pregos.
Geralmente quando se está fazendo um pilar, faz-se a armação com vergalhões. As sobras do vergalhão, que não serão mais reaproveitadas devem ser jogadas dentro das armações quando estiverem sendo cheias de concreto. Essa atitude, além de fortalecer a viga, evita o desperdício e diminui as chances de pessoas se machucarem no canteiro de obras.
Quando se está preparando a massa (cimento, areia e água), os funcionários, geralmente transportam a areia em latas ou em carrinhos de mão. No transporte dessa areia, se perde muito pelo caminho, a lata pode estar furada, ou o carrinho tomba, sempre alguma coisa acontece. Se o monte de areia estiver perto do local onde for preparada a massa, a perda será mínima. Ou se algum funcionário passar a varrer, peneirar e devolver ao monte, a economia também será enorme. Para uma obra de 300m², no final, a economia pode chegar a 6m³de areia no final da obra.
Outro problema muito comum, acontece na hora em que uma parede está sendo rebocada. Muitos pedreiros, ao assentar tijolos, não faz o serviço bem feito, e as paredes, na maioria das vezes, ficam tortas. Mas uma parede para ser pintada ou mesmo que está sendo preparada para receber cerâmica ou pedras, tem que ser totalmente reta. Para isso, o funcionário nivela a parede com uma camada mais grossa de massa. Imagine uma obra de 300m²com 1cm a mais de massa em cada parede, seria uma quantidade absurda. Fique atento, e exija que o funcionário verifique o nível durante o assentamento.
Geralmente, quando o funcionário vai preparar a massa, ele costuma transportar o cimento na mesma lata que a água. No final do dia, quando aquela água seca, o cimento endurece e forma-se uma grossa camada dentro da lata. Essa atitude, inutiliza a lata e também consome uma parte significativa de cimento. A atitude a ser adotada é exigir que o transporte da água e do cimento seja feito em recipientes diferentes, um para a água e outro para a areia.

Faça um Projeto

Mais da metade das casas no Brasil são levantadas sem planejamento. Sem um projeto, é comum a pessoa construir uma parede ou até uma sala, depois perceber que deu errado, e ter que derrubar. É um desperdício muito grande. Para não gastar à toa, o melhor é chamar um arquiteto ou engenheiro que planejará tudo.

Confira o Orientação do Sol

A iluminação é uma das coisas mais importantes em uma casa. Por isso, antes de construir, verifique a orientação do sol. A face norte é que recebe luz a maior parte do dia. É nessa direção que geralmente se colocam os quartos. Se você prefere o sol de manhã, aponte-os para o leste. Os cômodos virados para o oeste receberão sol só à tarde. Já os que ficarem para o sul terão pouca iluminação.

Economize Tubulação

Na hora de fazer a planta, o ideal é que o banheiro, cozinha e área de serviço estejam próximos. Assim, o gasto com a tubulação fica menor. Lembre-se de não colocar a porta do banheiro muito próxima da cozinha, por causa dos cheiros.

Use Materiais Locais

Quando for comprar madeiras, prefira as que são comuns em sua região, pois custam mais barato. Procure saber também se há olarias onde você mora. Comprar tijolos ou telhas direto da fábrica pode significar uma grande economia.

Bata Pernas pelo Menor Preço

Todo mundo está cansado de saber, mas pesquisar preços é fundamental. De uma loja de material para outra, a diferença de preço chega a 60%. Portanto, bata pernas.

Reduza o Tempo da Obra

As obras em geral atrasam por falta de dinheiro ou por causa das chuvas. Como pedreiros e outros contratados recebem por semana, quanto mais tempo a obra demora, mais se paga. Por isso, o melhor é ter todo o material ou dinheiro para comprar antes da obra começar e evitar a época de chuvas. Você pode tentar um financiamento para o material.

Prefira Tijolos de Barro

Muitos pedreiro gostam de construir usando blocos de concreto. Com eles, é mais rápido levantar as paredes. Mas esses blocos esquenta muito. Para que sua casa não vire um forno, escolha tijolos de barro.

Dê um chega prá-lá na Umidade

Quando começar a construção, impermeabilize a fundação e as três primeiras camadas de tijolo. Para isso, misture ao concreto ou argamassa um produto impermeabilizante, como o vedacit. Assim você impede que a umidade do terreno suba pelas paredes.

Opte por Janelas Grandes

As janelas prontas, tipo Sasazaki, são mais baratas. Mas, por serem pequenas, não deixam a iluminação nem o ar entrarem direito. Com elas, a casa acaba ficando pouco iluminada, mal ventilada e você vai gastar mais com luz elétrica e ventiladores.

Use um Telhado Arejado

Telhas de cerâmica são mais caras que as do tipo Eternit. Mas a casa fica muito mais arejada com elas. As telhas de amianto transformam a casa em uma sauna. Outra boa dica, é fazer um beiral (prolongamento do telhado) de cerca de 1m20. Isso deixa o ambiente mais fresco porque ajuda a fazer sombra na casa.

Piso Bonito e Barato

Lembra do vermelhão? É aquele cimento colorido que se usava como piso antigamente. Pois o vermelhão virou moda de novo e agora tem novas cores: amarelo, marrom, preto e azul. Fácil de aplicar (basta misturar ao cimento do contra piso e aplainar), ele é bem mais barato.

Cuidado com as Etapas

Muita gente constrói em etapas. Faz uma parte, se muda, e depois, quando sobra um dinheirinho, amplia a construção. Na primeira etapa, construa todos os cômodos já do tamanho que eles devem ser. É melhor e mais barato construir novos cômodos do que tentar aumentar uma sala ou um quarto.

Atenção com as Edículas

Muita gente constrói edículas e depois quer ampliá-las. Não há como aumentar em edícula. O que se faz são remendos, que nunca ficam bons. Isso acontece porque a edícula é construída nos fundos do terreno. Se for construída no meio ou na parte da frente do terreno, sobra espaço na porção de trás para a ampliação.

Veja também : Fases da Construção - Clique aqui


Indique esta página a um(a) amigo(a) :

Seu nome:   Seu e-mail:  
Enviar para o e-mail:     


Gostou desta página ? Compartilhe em suas redes sociais.



e-mail : imoveis@wbrasilia.com - site : www.wbrasilia.com/imoveis
[ Fale conosco ]
Copyright © 2011/2018 - wbrasilia.com - Freedom